Hack
Compartilhar em:

Criptografia: o que é?

19 de agosto de 2020

O termo criptografia surgiu da fusão entre as palavras gregas “Kryptós” e “gráphein”, elas significam “oculto” e “escrever”. Ou seja, refere-se a informações privadas.

Através da criptografia os dados podem ser codificados e cifrados de um modo que somente o emissor e o receptor pode decifrar. Ou seja, quando um dado é codificado ele perde a sua estrutura original dificultando a leitura. Para entender de forma prática o caminho da informação criptografada, observe:

Quando a pessoa 1 escreve uma mensagem e envia para a pessoa 2, a informação embaralha no meio do trajeto. Ao chegar à pessoa 2 a informação volta a sua forma original e é possível ser decifrada apenas por aquela pessoa.

A criptografia está presente em sites, aplicativos, e-commerce, entre outros. Quando você coloca o seus dados de email ou senha em um site, normalmente seus dados estão sendo protegidos pela criptografia.

Existem dois tipos de criptografia: simétrica e assimétrica.

Simétrica: É necessário que o mensageiro e o receptor possua a mesma chave criptográfica.

Assimétrica: Cada usuário, seja o mensageiro ou receptor, possuem duas chaves, uma pública e a outra privada. Dessa forma, as duas chaves públicas servem para codificar e decodificar a mensagem.

Chave criptográfica

Uma chave criptográfica é um valor secreto que altera o algoritmo durante a decodificação. Sem a chave a mensagem não pode ser enviada para o receptor correto e a mensagem não será decodificada.

Criptografia na rede de internet

O certificado SSL é um tipo de criptografia, pois ele protege os seus dados e para que invasores não sequestrem as suas informações pessoais ao acessar um site. Por isso, é importante observar o endereço do site, se possui o cadeado ao lado do endereço ou um “s” depois de “http”.

Observe o site ned.digital. Há um cadeado ao lado do endereço do site, além de possuir o HTTPS. Isso significa que todas as informações que você enviar para este site estão protegidas, pois o protocolo HTTPS criptografa uma ligação por meio de um certificado digital. O certificado SSL (Secure Sockets Layer) permite que ocorra uma ligação segura entre o usuário e o servidor.

Através da criptografia, você pode:

  • Salvar suas senhas e e-mails em seu computador
  • Cadastrar o cartão de crédito em sites/apps como o PagSeguro ou Picpay
  • Proteger suas comunicações, seja envio de e-mail, conversa em Facebook, WhtasApp, transações bancárias, entre outras.

Criptografia de ponta-a-ponta

A criptografia de ponta-a-ponta é utilizada durante uma troca de conversa. Com ela apenas os envolvidos na conversa possuem acesso às informações. Nem mesmo a proprietária do aplicativo pode ter acesso.

Essa criptografia, utilizada em aplicativos como WhatsApp e Telegram, é um tipo assimétrico, como falado lá em cima, e funciona da seguinte maneira:

“Se A deseja enviar uma mensagem para B, vai usar sua chave privada e a chave pública do destinatário; B, por sua vez, irá usar a chave pública do A e sua chave privada para ver o que ele enviou. O método protege texto, voz, fotos, vídeos, documentos e até ligações.” fonte: Tecnoblog.

Falha de segurança no WhatsApp

O WhatsApp falha em algumas questões que podem acabar prejudicando a privacidade de seus usuários:

Os metadados (informações de quem e quando você conversou) não são criptografados pois o aplicativo não fornece anonimato. Isso significa que, as informações de nome, data e horário podem ser repassadas para autoridades, entre outros, em algum momento.

Ao contrário do Telegram o WhatsApp não possui servidor próprio, então o aplicativo realiza backups das conversas em nuvens. No Android o backup é feito no Google Drive e iOS no iCloud.

Para usuários do iPhone a segurança é maior, pois o WhatsApp faz o brackup criptografados no iCloud, então é preciso entrar com a chave de segurança. Por outro lado, os backups realizados no Android não são criptografados, isso facilita possíveis invasões.


Quer saber mais? Recomendamos essa leitura: Você sabe o que é SSL?


ARTIGOS RELACIONADOS

Preparado para impactar o mundo com a tecnologia?

Solicite o orçamento