Dicas
Compartilhar em:

4 dicas: Como saber se um site é seguro?

22 de julho de 2020

Sabemos que comprar online agiliza a vida, já que você não precisa perder horas entrando em loja e saindo de loja para encontrar o objeto desejado, na internet é só clicar em links e navegar. Porém, existem pessoas que criam uma loja online falsa ou vírus propositalmente para roubar os dados dos usuários, por isso é preciso ficar sempre atento e proteger os seus dados.

Para você navegar com segurança e não ter suas informações expostas, separamos 4 dicas para você ficar sempre atento. Garantimos que ao seguir todas essas dicas, as chances de ter seus dados roubados serão mínimas.

Vamos as dicas:

1. Pesquisar reputação

Quando alguém se decepciona com uma compra, com a entrega ou a comunicação de um site, as pessoas comentam sobre suas experiências com aquele site. Então é sempre importante pesquisar o que estão falando sobre aquela empresa.

O próprio Google oferece esse serviço com o “Google Meu negócio”. Quando você pesquisa por uma empresa no buscador do Google, ele oferece o endereço, horário de funcionamento, telefone e comentários de clientes que tiveram contato com a empresa.

Porém, se a empresa não tiver cadastro na plataforma, ou não tem comentários, você pode buscar outras ferramentas como o Reclame Aqui, por exemplo.

OBS: É importante que a pesquisa seja feita em plataformas confiáveis.

2. Conferir o domínio

O domínio é o endereço que você digita na barra do seu navegador para acessar um site. Sites profissionais terminam com .com ou .br na maioria das vezes.

Além disso, outra coisa que pode ser observada no endereço do site é se o HTTP (sigla que fica antes do nome da empresa, exemplo: https://nomedosite.com.br) encerra com um “s”. Esse “s” é uma extensão de segurança e apenas sites que possuem certificado de segurança SSL/TLC (Secure Sockets Layer / Transport Layer Security) contém. Além disso, o site que tem esse certificado mostrará um cadeado fechado no lado esquerdo do endereço. Se você clicar no cadeado encontrará informações sobre a segurança do site, exemplo:

3. Selos de segurança

O selo de segurança garante que seus dados não serão acessados por terceiros, apenas pelo site que você está acessando, ou seja que ele é seguro. Eles ficam no final da página, no rodapé.

Porém, é preciso ter bastante atenção nesta etapa, pois sites maliciosos costumam colar os selos para forjar a segurança. É importante lembrar que: o selo de segurança não é apenas uma imagem, ele tem que te direcionar a um certificado onde terá todas as informações daquele site.

4. Informações de contato

Um site seguro deve divulgar as informações de contato e endereço. Como você vai saber se a empresa realmente existe se não é possível entrar em contato? A informações podem ser encontradas ao buscar no Google como mencionado lá em cima ou no próprio site.

Normalmente o contato fica em uma página, “sobre”/“contato”, para expor essas informações ou no rodapé, onde ficam os selos.

Pronto!

Agora que você já sabe algumas dicas de como se proteger de sites maliciosos, a navegação será cada vez mais segura e as chances de ter seus dados roubados é mínima.

É extremamente importante ficar atento, pois as formas de enganar pessoas que navegam na internet sempre se atualiza. Acredite na sua intuição, se ao entrar no site você achar que ele não é confiável não continue acessando e não realize cadastros que pedem CPF, endereço ou número de cartão, neles. Afinal a aparência também comunica e o layout pode informar sim se o site é profissional ou não.

Se você tem um site e quer oferecer segurança para os seus usuários, essas dicas também são importante para você.

Quer saber mais? Recomendamos essa leitura: Você sabe o que é SSL?


ARTIGOS RELACIONADOS

Preparado para impactar o mundo com a tecnologia?

Solicite o orçamento